Artigos

PARASITOSE: uma epidemia silenciosa

Houve um tempo em que as escolas eram meios percursores da prevenção e por isso ministravam desparasitantes às crianças e mandavam um recado para casa para que os pais, os avós e os cachorros fizessem o mesmo, pois o contágio é extremamente fácil. Nos dias que correm isso não acontece mais e é comum observar crianças e adultos com vermes.

Sinais e sintomas de que poderá estar com vermes: Cara pálida, olhar vítreo, olheiras fundas, barriga inchada, cansaço físico e mental, coceira no ânus e ou nariz, um forte apetite, manchas na pele, bruxismo, ansiedade, inquietação, flatulência ou se faz mais de 6 meses que não toma um vermífugo.

Nas crianças a presença de vermes leva em primeira instância à desnutrição e anemia, sendo que estas poderão ser uma base para o desenvolvimento de quadros mais complexos.

O contágio ocorre desde o consumo de verduras cruas, e nesse caso a contaminação terá uma forte correlação com o vegetarianismo, o contato com animais,por isso a necessidade de que seus animais sejam desparasitados com regularidade, a contaminação pode dar-se através de partilha de talheres e copos ou com um simples beijo na boca…ou seja, extremamente provável! Assim sendo, as medidas de tratamento e prevenção devem ser tomadas! Literalmente.

Após a toma do vermífugo (procure seu médico para lhe receitar o medicamento mais indicado) a manutenção poderá ser feita com alho e/ou grãos de arroz, ambos crus e em jejum, sementes de abóbora tostadas ou a “Maria sem vergonha” na comida. Existe também a semente de Leucena que é um excelente vermífugo humano e animal, planta que se encontra em grande abundância na flora Brasileira, não tem dose tóxica conhecida e pode ser ministrada para adultos e crianças, oferecendo também valor nutricional rico em gorduras vegetal.

As regras de higiene como lavar as mãos com frequência, principalmente depois de usar o banheiro e antes de comer são de grande importância para evitar o contágio. Lave sempre as mãos assim que chegar em casa,não leve sujeira para dentro de seu lar. Ônibus e outros lugares públicos com corrimões devem ser manuseados com cuidado e consciência da contaminação latente.

É um tratamento para toda  família.

Deixo ainda um aviso especial aos viajantes de países com baixas condições de higiene para observarem bem os locais onde se alimentam e claro procederem à desparasitação ao voltar de viagem. É importante entender que a presença de vermes no nosso organismo altera todas as funções metabólicas de digestão e absorção de nutrientes e minerais, assim como provoca alterações do sistema nervoso gerando desequilíbrios e permitindo a instalação de doenças. Além de tudo isto, os vermes podem ainda viajar pela corrente sanguínea e alojar-se em diferentes órgãos do corpo, tornando muitas vezes difícil o diagnóstico preciso da raiz do problema.

 

dordegarganta (1)

 

Marina Zimmermann

Luso-brasileira, viajante e buscadora dos saberes tradicionais. Estudou Medicina Tradicional Chinesa em Lisboa e nos hospitais chineses de Nanjing. Ambientalista e defensora dos direitos humanos, considera o retorno para a natureza imprescindível para o ser humano.


Veja mais.

 

 

Comentários



/Redeuniao

@redeuniaotv

@Redeuniaotv